Viva as Mamãs, não as Mamas!

Deixem as mães que não amamentam em paz!

Screen Shot 2017-01-24 at 11.21.53.png

Decidi escrever este post para todas as minhas amigas que estão a passar por uma amamentação difícil. O problema não está em vocês. Raros são os casos em que corre logo ou sempre bem.

A boa mãe dá o coração e a alma,
não tem que necessariamente dar a mama.

E porque sinceramente já não posso abrir o FB e ver posts sobre a amamentação, quantas calorias tem o leite materno, como a amamentação é o melhor para a criança, para a mãe, para o mundo, como fica tão mais barato e como somos as melhoras mães porque demos de mamar. BULLSHIT!

Já disse isto antes, a benção está-vos nas mãos, no vosso bebé, não nas vossas mamas. Felizmente vivemos no tempo em que há alternativas, alternativas muito boas.

Tentem, tentem várias vezes, e mais outra vez, mas não se foquem apenas nisso. Há muito mais na maternidade para além da amamentação. E quando têm um ano já comem feijoada (quase)… 

Por acaso dei de mamar em exclusivo durante 5 meses aos meus 3 filhos. Não dei até aos 6 porquê? Porque simplesmente não quis dar mais, estava muito cansada e nesse ponto já nas era só o meu leite, mas a minha alma que era sugada durante as noites.

E para ser ainda mais sincera não tenho a certeza que tenha sido o melhor para o meu primeiro filho… Ter uma mãe a chorar baba e ranho, lágrimas a escorrer pela cara nos melhores dias,  a gritar de dores nos piores e a morder panos para aguentar as dores durante 7 SEMANAS, de 3 em 3 HORAS, mesmo durante a NOITE… Só quem deu de mamar com mamilos em sangue e teve mastites sabe a dor que é e por isso não me venham dizer que é o melhor… só quem passa por isso sabe.

Porque é que continuei? Primeiro porque sou muito teimosa, depois porque ele estava realmente a crescer muito bem… e porque era mãe pela primeira vez e fizeram-me acreditar que seria melhor mãe por isso…. BULLSHIT outra vez!

Factos (os meus, porque só falo de mim)

  • Sim, eles tiveram o meu leite que claramente é melhor por ter os anticorpos da mãe, mas se isso vale a todo o custo?… na minha opinião NÃO.
  • Posso dizer que dei de mamar e que sou muito melhor mãe por isso (BULLSHIT!).
  • Posso dizer que conheço o meu limite de dor (preferia não conhecer, doeu muito, mais do que o parto porque levei epidural).
  • Fiquei com faróis, perdão.. mamilos! e não necessitei de intervenção cirúrgica para isso. Correu tudo de forma natural, a dar mamar com um mamilo aberto em ferida em toda a volta. E melhor ainda, tudo sem anestesia. Mas deixem lá isso, porque a cavalo dado não se olha ao dente… foi tudo à borla.
  • Eu nunca tive problema de amamentar em público, para mim isso foi uma vantagem, porque era só parar em qualquer sitio e voilá, hora da refeição. Há quem não se sinta à vontade e para outras pessoas deixa de ser uma vantagem e passa a ser um stress.
  • Não podia ir a lado nenhum sozinha sem ser a correr e stressadada, porque eles podiam ter fome e precisar de mamar. E mesmo quando temos leite congelado, as mamas são bombas relógio, à hora prevista aqui vai disto…

Não me vou alongar mais. Resumidamente esta foi a minha experiência.

Quem esteve ao meu lado e me conhece bem sabe que estou a contar a verdade.

A amamentação é excelente! Todos sabemos isso.

SE conseguem, SE querem e SE podem, façam-no! Mas fiquem certas de que não é isso que vou define como uma boa mãe.

A boa mãe dá o coração e a alma, não tem que necessariamente dar a mama.

Viva as Mamãs, não as Mamas!

Autor: tatimarga

Sou uma pessoa em construção, que acredita que o que realmente importa na vida é ser feliz (e fazer os outros felizes). Já fui investigadora, já trabalhei num banco (não gostei) e agora decidi fazer aquilo que realmente gosto - explorar o meu lado criativo. Sou designer de padrões e escrevo. Escrevi o livro "o menino e a gaivota" e escrevo os textos para este blog. Mas, aquilo que me tem ajudado a conhecer melhor como pessoa é a maternidade. Sou mãe de 3 pessoas (fantásticas!) em construção: O Liam, o Noah e a Anoek. Eles são o meu projeto mais importante e mais ambicioso e aquele que provavelmente tem e terá mais impacto no mundo. Cada um deles influencia e vai influenciar a vida dos que os rodeiam e por isso guiá-los para serem boas pessoas é uma tarefa muito especial e muito importante. Através deles e através de mim quero fazer a diferença todos os dias!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s