O Noah engoliu uma moeda de 5 cêntimos

Era bom se evacuasse uma de 2 euros

Dizem que não há 1 sem 2, nem 2 sem 3… no meu caso não há 3 sem 4. Este foi um mês e tanto… 4 vezes nas urgências.
Hoje o Noah decidiu que era giro experimentar engolir uma moeda de 5 cêntimos. Depois do susto, enquanto a moeda descia ou não descia, lá fomos nós para a Estefânia. E lá estava ela, no estômago, a sorrir na fotografia do Raio-X. Resta saber se quer sair sozinha. Tenho (temos) o belo trabalho de pesquisar cocós 💩 até que a bela moeda apareça (quem sabe não incha e sai em formato 2 euros 🤔👌). E para quem não sabe aqui fica informação extra… se o objeto não for cortante deixa-se ficar no estômago até 1 mês e se não saiu entretanto confirma-se com novo Raio-X. Se se confirmar que ainda lá está tem que ser tirado por endoscopia. Sinais de alarme; vómitos ou dores de barriga fortes. Fica a informação caso por aí também gostem de comer moedas.
Por aqui temos esperança que saia sozinha e de preferência rápido.
Boa noite!

14909933_1677081302606092_5008244815562532238_n

Ser criança…

É acreditar que tudo é possível!

Hoje na reunião de pais do Noah a Educadora disse isto:
“Ser criança é acreditar que tudo é possível… É ter o dia mais feliz da vida, todos os dias… É fazer amigos mesmo antes de saber o nome deles.”
Decidi partilhar com vocês, porque estas frases estão carregadas de significado e nós como pais, familiares ou amigos de crianças temos o dever de os estimular a acreditar que realmente tudo é possível e acima de tudo a serem crianças felizes!

Ninguém se queixa sem doer

De há 5 anos para cá que as minhas saídas à noite têm sido maioritariamente acompanhadas por menores que não sabem assinar o seu nome. Normalmente vamos até ao hospital da Estefânia a pé e depois, quando necessário, até a uma farmácia de serviço. De há 5 anos para cá tenho tido bastantes passeios destes, bem mais do que gostaria até. Continuar a ler “Ninguém se queixa sem doer”

Gosto de dormir…

14520513_1661781477469408_5916652679273968295_n

Gosto de dormir… deitar-me e ceder ao cansaço, assim, sem reservas. É terrível quando, apesar do cansaço, a cabeça não desarma e ficamos “eternamente” acordados. Mais terrível ainda é quando apesar do cansaço e do sono e da vontade de dormir temos um alarme que não desliga e que se chama bebé.

Dizem que as mães sabem sempre o que os seus bebés têm… Lamento, mas eu esta noite (e muitas outras vezes) e após 3 filhos não sei sempre o que tens.

Eu e o teu pai bem tentámos… mas o máximo que conseguimos fazer durante algumas horas foi acertar no snooze.

Pensei que a noite anterior tinha sido má, mas esta noite bebeste dois biberões de leite, ajudei-te a evacuar duas vezes, mudei-te de roupa, mudei-te a fralda e ainda conseguimos andar (a descrição mais precisa será arrastar) alguns km dentro do quarto até finalmente adormeceres.

Ainda assim não me posso queixar, porque (pelo menos isso) enquanto passeavas ao meu colo pelo quarto não choravas. E… acabaste por adormecer.

Continuar a ler “Gosto de dormir…”